Dias primaveris convidam a sessão de cinema #4

filmes_10767_col2.jpg

 

 

Vi recentemente o filme Colonia, do realizador Florian Gallenberguer, e adorei a prestação de Emma Watson. Para além ser gira que se farta, é uma excelente atriz (vamos esquecer, para já, o facto do nome dela estar envolvido nos Panama Papers).

 

Já tinha lido boas críticas em relação ao filme e as expetativas foram superadas. Há dias e dias! Há momentos em que apetece ver filmes de sábado à tarde para descansar a cabeça porque não é preciso pensar. Há outras alturas em que apetece ver algo mais substância. Foi o que aconteceu! Eu achei o filme muito interessante e os atores principais desempenharam muito bem o seu papel. 

 

Colonia é baseado numa historia real e desenrola-se no Chile, em 1973, altura em que aconteceu o golpe de Estado que derrubou o presidente eleito Salvador Allende, possibilitando a ascensão do ditador Augusto Pinochet. Entre a população que protestava nas ruas estava um casal alemão, Lena (Emma Watson), hospedeira de bordo, e Daniel (Daniel Brühl), um revolucionário.

 

Ele é levado pela polícia secreta de Pinochet para um lugar chamado Colonia Dignidad, que supostamente é um local de caridade, dirigido pelo pastor Pius (Michael Nyqvist). Porém, a Colonia Dignidad é uma prisão para onde são levados – e torturados – os que estão contra o regime de Pinochet. 

 

colonia.jpg

 

 

filmes_10767_col1.jpg

 

 

Lena, uma jovem emancipada e intelectualmente forte, junta-se ao culto religioso da Colonia para conseguir resgatar o namorado Daniel. O trailer do filme pode ser visto aqui: https://www.youtube.com/watch?v=SiVAGDTmlpY.

 

Recentemente, foram publicadas notícias sobre a decisão do ministro do Exterior da Alemanha de tornar públicos os documentos sobre a colónia alemã no Chile. O local foi palco de abusos sexuais, trabalho escravo e tortura de opositores da ditadura militar.

 

5 thoughts on “Dias primaveris convidam a sessão de cinema #4

  1. A Emma está perfeita para este tipo de papel. Pena é que meter-se em coisas como o Regressão, onde não consegue meter medo a quem vê o filme. (Deixa-a lá. Pelo menos não fugiu ao tema… usou o dinheiro que ganhou de um filme, para comprar uma casa, usando uma “shell corporation” para negociar um preço mais baixo e ter 10 anos de isenção de impostos.)

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s